Quando devo ser testado?
Quando devo ser testado?

FACTOS SUPER-RÁPIDOS:

  • Falar imediatamente com um profissional de saúde se suspeitar que tenha tinha um comportamento de risco.
  • Fazer o teste com regularidade é uma boa prática para quem seja sexualmente ativo mesmo que não se ache uma pessoa com comportamentos de risco.
  • Durante a gravidez, o teste ao VIH é uma prática regular. Conhecer o seu estatuto serológico para o VIH é uma forma de evitar a transmissão por via vertical.
  • O "período de janela" é o período de tempo que vai desde a infeção até à altura em que o corpo cria anticorpos suficientes para serem detetados num teste. É fundamental por isso estar informado sobre estes períodos, no entanto, não adie a realização do teste se suspeitar que tenha estado exposto ao vírus.

 

Testes ao VIH como exame de rotina

É recomendado que, pelo menos uma vez por ano, deverá fazer o teste ao VIH e a outras IST´s se for sexualmente ativo mesmo que use proteção.

Deverá fazer o teste com maior regularidade, por exemplo, se sexualmente se envolver com um novo parceiro ou se sentir que está exposto a um risco maior do que é habitual. Grupos de pessoas com maior vulnerabilidade à exposição do vírus deverão ser mais vezes testados. É o caso dos Homens que têm sexo com outros homens (HSH) que são aconselhados a repetir o teste de 3 em 3 meses ou de 6 em 6. A realização do teste como exame de rotina , ajuda-o a ficar mais descansado, recordando sempre que um caso positivo significa atualmente iniciar rapidamente o tratamento, protegendo desta maneira a sua saúde.

 

Não deverá aguardar que o aconselhem a fazer o teste

Se teve uma relação sexual desprotegida, se partilhou material injetável ou se suspeita que tenha tido algum outro comportamento de risco, não deve aguardar que o procurem mas sim contrariar essa atitude e procurar aconselhar-se, o mais rapidamente possível, com um profissional de saúde.

Os profissionais de saúde estarão disponíveis para o ouvir e para o orientar nos passos que deverão ser dados de seguida. E esta procura poderá ser fundamental nos casos em que a exposição ao VIH aconteça nas 72 horas seguintes, podendo a PEP (Profilaxia Pós-Exposição) ser uma recomendação, evitando, deste modo, que o VIH consiga entrar no sistema imunitário da pessoa, se instale e se reproduza.

Mas infelizmente, a PEP nem sempre está disponível e nem sempre é conhecida por todos os profissionais de saúde. Por isso é fundamental que a conheça e que reitere o seu conhecimento sobre esta profilaxia, sabendo de antemão que deverá ser testado antes e depois de modo a assegurar que o objetivo foi cumprido.

Após as 72 horas, a maioria dos atuais testes de VIH estão capazes de detetar o vírus, 4 semanas depois do momento da exposição. Dependendo do tipo de testes disponíveis e do momento da ocorrência do risco, o médico ou qualquer outro técnico de rastreio irá provavelmente aconselhá-lo a repetir e irá acompanhá-lo até à confirmação definitiva do diagnóstico.

É fundamental perceber que é na fase inicial da infeção que a maioria das transmissões ocorrem, por isso, o máximo dos cuidados deverão ser tidos durante este período evitando qualquer comportamento de risco, como por exemplo, relações sexuais desprotegidas ou partilha de material injetável.

 

Sobre os "Períodos de Janela"

O "período de janela" é o tempo que vai desde a infeção até à altura em que o corpo cria anticorpos suficientes para serem detetados num teste. Esse período dependerá do teste que for realizado.

 

Se estiver grávida, quando é que devo fazer o teste?

É muito importante fazer o teste para o VIH durante a gravidez. Não diagnosticar e não tratar uma mulher grávida que viva com o VIH é garantir que o vírus seja transmitido ao seu filho. Na maioria dos países, o teste ao VIH é um exame de rotina para qualquer mulher grávida assim como o aconselhamento ao parceiro para que realize o teste.

Quanto mais cedo a mulher for testada, durante o período de gestação, melhor. Geralmente isso acontece logo na primeira consulta, idealmente antes da décima semana. O teste deve ser repetido a cada três meses ou pelo menos mais uma vez no terceiro trimestre. O seu médico irá informá-la de tudo o que precisa de saber sobre o teste de VIH, juntamente com os outros exames de sangue que geralmente prescrevem durante a gravidez.

Se descobrir que é positiva para o VIH, receberá imediatamente tratamento para evitar a transmissão do vírus ao seu filho. Quanto mais cedo você iniciar o tratamento, maior é a probabilidade do seu filho nascer VIH-negativo.

Partilhar Share to Facebook
Se reside na linha de Cascais venha fazer o teste para o VIH, Hepatite B e C na SER+

Poderá conhecer o seu estatuto serológico para o VIH, Hepatites B, C e Sífilis, nas instalações da SER+ (em Cascais) ou na nossa Unidade Móvel de Saúde (que circula nos concelhos de Cascais e Oeiras).

Tendo em conta as contingências actuais da COVID 19, o rastreio sofreu as seguintes alterações:
O teste é gratuito, anónimo e confidencial, e tem os resultados em 20 minutos.

Na sede da SER+ os rastreios podem ser realizados às 4.ªs feiras entre as 9h e as 12h30. Pede-se marcação prévia através do telef. +351 214 814 130 ou +351 910 905 974 ou através do email: ana.duarte@sermais.pt.

Na Unidade Móvel o rastreio é feito por ordem de chegada mas o serviço está temporariamente suspenso. Poderá conhecer a rota da Unidade Móvel na nossa página de Facebook ou através do telem. 910 905 974.

Se a sua organização trabalha com populações vulneráveis ao VIH, Hepatites víricas e outras ISTs e, se pretende distribuir preservativos gratuitamente assim como ensinar a utilizá-los correta e consistentemente, contacte-nos!
Centro Anti-discriminação e apoio jurídico.
Contas
Plano Estratégico
Estatutos
Donativos
Facebook
© 2020 SER +. Todos os Direitos Reservados.
Design e Desenvolvimento: Vectweb®SM